1968 – Brigitte Bardot e Serge Gainsbourg / 2010 – Charlotte Gainsbourg e Beck

0

Posted on : 29-01-2010 | By : festinhabobanoape

“This is about when we were younger…” – Thom Yorke #sóviagora

0

Posted on : 29-01-2010 | By : festinhabobanoape

No fim de 2007 pós-finalização de “In Rainbows”, num webcast ao vivo, o Radiohead tocou por pura diversão: “Headmaster Rituall” dos The Smiths e “Ceremony” do New Order. Sem grandes mudanças ou invenções nos arranjos, Thom Yorke solta um “This is about when we were younger, but we didn’t write it…” e a maior banda da atualidade se transforma numa banda de fãs tocando covers dos seus ídolos. Uma delícia de ouvir…

Anjo Exterminador na loja de conveniência…

1

Posted on : 20-01-2010 | By : festinhabobanoape

Para ataques de riso, clique play. A música é “SHOULD HAVE TAKEN ACID WITH YOU” do Neon Indian, banda que começou assim: Alan Polomo combinou de tomar um ácido com sua amiga mas não rolou. Se sentiu mal por ter furado, compôs e mandou a música pra ela. Essa foi a primeira música do Neon Indian que lançou seu primeiro disco, Psychic Chasms, em 2009. Não, esse vídeo em que o maluco não consegue sair nunca mais da loja de conveniência não é o vídeo oficial, mas se eu pudesse votava nele pra ser… Para ler uma entrevista com Alan clique aqui. Ah, e para o vídeo oficial, feito pela tal amiga de “viagem” perdida, clique aqui.

FBA Mixtape Vol.4

3

Posted on : 08-01-2010 | By : festinhabobanoape

Vamos começar com calma, curando a longa ressaca de fim de ano, evitando guitarras distorcidas em começo de década. Quem trocou mesmo de década foi Mallu Magalhães. “My Home is My Man” que abre o novo disco é muito boa… Impossível que com essa música nova não tenha nascido uma espinha na testa ou pelo menos um fio de cabelo branco de maturidade em sua cabeça. Mais pra frente, relembrando uma linda balada pop do Everything But The Girl , “When All Is Well”, com a voz deliciosa da Tracy Thorn e um refrão que gruda: “when all is well my love is like cathedral bells”. Desejo a todos muitos sinos como este nesse ano… Até a próxima!

NOW PLAYING

 

00:00 / 1. Sleepyhead (Passion Pit) – Ellie Goulding & Starsmith (2009)
03:04 / 2. Feel.Love.Thinking.Of. – Faunts (2009)
06:32 / 3. Bear’s Beat – Oh, Mountain (2009)
08:07 / 4. Red Rollerskates – The Brunettes (2009)
11:12 / 5. By Your Side (feat. Dean Wareham) – My Robot Friend (2009)
14:45 / 6. Boxcar – The Rosebuds (2005)
18:10 / 7. When All’s Well – Everything But The Girl (1985)
21:08 / 8. Let’s Go Surfing – The Drums (2009)
24:03 / 9. Radar Detector – Darwin Deez (2009)
26:49 / 10. Back In Your Head – Tegan And Sara (2007)
30:05 / 11. My Home Is My Man – Mallu Magalhães (2010)
33:45 / 12. Fruit Machine – The Ting Tings (2008)
36:39 / 13. Fuck The World – Karoshi Bros (2008)

 

COLETÂNEA

Blalocks
Last FM
Linha Evolutiva
Mikey Pod

ABRINDO AS URNAS

Foram 33 votos no Vol.03, em primeiro lugar, com 28% dos votos, a surpreendente vitória de You Make My Dreams (Daryl Hall & John Oates). Continue exercendo sua cidadania musical!

ATÉ AGORA

Vol.01 – Relator (Pete Yorn e Scarlett Johansson) e Gronlandic Edit (Of Montreal)
Vol.02 – 5 Years Time (Noah And The Whale)
Vol.03 – You Make My Dreams (Daryl Hall & John Oates)

Salada Pop Sci-Fi Anos 80…

1

Posted on : 07-01-2010 | By : festinhabobanoape

Porque existe um lugar carinhoso no meu coração para qualquer coisa que me lembre ao mesmo tempo de Tron e Mad-Max. Sem contar com Duna, Blade Runner, Vingador do Futuro (olha a menina no bar do vídeo e sua versão mutante com 3 peitos na foto abaixo), Barão de Munchausen, Game of Death (Bruce Lee). Não faz o menor sentido, mas tá tudo lá misturado no vídeo do single de Julian Casablancas (The Strokes). Achou alguma outra referência?

5 posters, 6 filmes e 3 peitos…

Nova do Portishead

0

Posted on : 06-01-2010 | By : festinhabobanoape

Nova música do Portishead que já foi o carro-chefe do Trip-Hop doa anos 90 (leia-se: “melancolia deprê com a aproximação do fim do século) seguido por Massive Attack, Tricky, Bjork, etc… A música é ótima e o vídeo, que parece ser um simples registro da gravação, vai se tornando um labirinto de imagens refletidas e fragmentadas, bem legal…